Governança

Desde 1997, os serviços da Western Union estão disponíveis no Brasil através de uma rede de Agentes Autorizados que oferecem o serviço em nome da Western Union Canadá, uma empresa do Grupo Western Union. Após a autorização para operar como instituição financeira concedida pelo Banco Central do Brasil, em maio de 2011, através do Banco Western Union do Brasil S.A., em coordenação com a Western Union Corretora de Câmbio S.A. e outros correspondentes bancários, a Western Union pode fornecer um portfólio completo de seus produtos e serviços para o mercado brasileiro, incluindo o serviço de transferência de dinheiro nacional.

 

Governança Corporativa
A estrutura de governança corporativa da Western Union é responsável por definir estratégias e tomar decisões, assegurando uma geração de valor sustentável para a instituição e a sociedade em geral.

 

Estrutura de Governança e Gestão de Riscos
A Western Union opta pelas boas práticas de Governança Corporativa, adotando como principais diretrizes a transparência, a prestação de contas, a honestidade e a responsabilidade corporativa, proporcionando aos acionistas a gestão estratégica e o monitoramento da direção executiva e de nossos processos internos. As principais ferramentas que asseguram o controle sobre a gestão são:

 

Comitê de Gestão de Risco
O cumprimento dos princípios da boa governança corporativa tem início com o Comitê de Gestão de Risco. Fazem parte do Comitê de Gestão de Risco, todos os diretores, superintendentes e o presidente do Banco Western Union do Brasil e da Western Union Corretora de Cambio. É responsabilidade deste Comitê:

Promover o sucesso de longo prazo da companhia e garantir sua competitividade sustentada de forma consistente com suas responsabilidades fiduciárias, o que é exercido no melhor interesse da companhia, dos acionistas e outras partes interessadas. O Comitê deve ser conduzido com o máximo de honestidade e integridade no cumprimento dos seus deveres, funções e responsabilidades.

Disseminar a cultura, doutrina e normas do Gerenciamento de Risco Operacional.

Aprovar as políticas e procedimentos relacionados a exigências provenientes da regulamentação vigente.

Analisar os relatórios semestrais de Riscos Operacionais e Controles Internos.

Disseminar o Código de Conduta da Western Union.

Analisar todas as demandas jurídicas, definindo a estratégia de atuação.

Disseminar a cultura de conformidade (compliance) dentro da instituição, assim como assegurar a conformidade com:

As diretrizes emitidas pelo Banco Central do Brasil e demais órgãos reguladores;
As leis e regulamentos aplicáveis ao negócio;
O Acordo de Supervisão com o Departamento Bancário do Estado de Nova York (“NYSBD”);
As políticas e procedimentos da organização.

 

Para auxiliar no cumprimento das obrigações relacionadas à boa governança corporativa, o Comitê de Gestão de Risco constituiu comitês e instrumentos auxiliares, descritos a seguir:

 

Comitê de Tesouraria – Ativos e Passivos – (ALCO)
O Comitê de Ativos e Passivos (ALCO) é responsável pela gestão da política de ativos e passivos do banco, incluindo limites operacionais para os riscos de mercado e liquidez, pela definição de capital mínimo desejado pela instituição, assim como por acompanhar o cumprimento da regulamentação aplicável, por meio de relatórios, análises e informações elaborados pelas equipes envolvidas.

 

Comitê de Proteção ao Consumidor, Fraudes e Intermediários
Este Comitê é responsável pela avaliação das reclamações de clientes, encaminhadas ao SAC e Ouvidoria, e fraudes, além do processo de monitoramento com base em indicadores de desempenho e qualidade.

 

Comitê de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro
O Comitê de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro (Comitê AML-Anti Money Laundering) tem por objetivo assegurar a implantação do Programa de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro na instituição, bem como avaliar os casos suspeitos identificados no monitoramento das operações de clientes

 

Comitê de Auditoria Interna
A responsabilidade da Auditoria Interna é monitorar a estrutura de gerenciamento de riscos para assegurar que a instituição implantou os controles internos apropriados para mitigar os riscos de mercado, de liquidez, operacionais e de crédito; e que esses controles internos estão funcionando efetivamente.

 

Código de Conduta Western Union
As normas do Código de Conduta da Western Union ressaltam o espírito pelo qual os funcionários preservam os valores da empresa. Embora nenhum documento possa substituir uma tomada de decisão consciente por parte dos nossos funcionários, o Código provê orientações na promoção de uma conduta honesta e ética. Define as expectativas que temos para nós mesmos e para nossos negócios ao redor do mundo, e nos orienta sobre como reconhecer e lidar com problemas éticos, e quais os recursos disponíveis quando necessário.

 

Ouvidoria
A Ouvidoria da Western Union assegura que todas as reclamações dos clientes possam ser analisadas em uma instância superior, ou seja, após contato do cliente com a Central de Atendimento, sejam tratadas pronta e adequadamente dentro do prazo de 10 dias úteis. Os dados coletados e analisados devem ser a base para a correção de problemas, auxiliando na identificação dos aspectos em que a companhia necessita melhorar, seja para manter-se competitiva, seja para proteger sua imagem e reputação e os direitos dos clientes.

Clique abaixo para ter acesso aos relatórios semestrais da Ouvidoria Western Union:

1º Semestre de 2016

2º Semestre de 2016

1º Semestre de 2017

2º Semestre de 2017

1º Semestre de 2018

2º Semestre de 2018

1º Semestre de 2019

2º Semestre de 2019